segunda-feira, 29 de junho de 2009

Plástico compostavel põe fim à ambiguidade do termo "Plástico biodegradável”

Em Quebec,no Canadá e em outros paises, assiste-se verdadeiro paixão para com os plásticos biodegradáveis. No entanto, não se escapa à confusão entre o que é biodegradável, compostavel, degradáveis ou mesmo oxobiodegradável; termos largamente utilizados como argumento de promoção de materiais ecoresponsáveis ou ecológicos.
Geralmente, o termo biodegradável é percebido de maneira positiva pelo consumidor, que considera frequentemente que o que é biodegradável pode magicamente desaparecer. Promover a biodegradabilidade dos plásticos junto dos consumidores pode também correr o risco de aumentar os casos de abandono da redução dos usos de matérias-primas, reutilização e reciclagem. O bioplástico tem realmente valor agregado ambiental quando não é possível encarar os 3R.
A concepção de novos materiais deveria sempre ser guiada pelo conceito “de Cradle to Cradle” (do berço ao berço).
A biodegradabilidade pode frequentemente ser suspeita de “Greenwashing”(lavagem cerebral verde). Em vez de insistir no aspecto biodegradável, seria preferível promover o compostavel. Recordem que se um plástico é compostavel, é necessariamente biodegradável, mas a recíproca não é verdadeira.Utilizando o termo compostavel, não deixa mais lugar para à ambigüidade: o consumidor imediatamente é informado o que deverá fazer no fim do seu ciclo de vida, ou seja destiná-lo a compostagem.
Por conseguinte, a promoção do plástico compostavel deve imperativamente acompanhar-se do desenvolvimento e a generalização de infra-estruturas adequadas que permitam a compostagem.
Finalmente, é imperativo informar melhor aos consumidores de modo que compreendam qual é o verdadeiro valor agregado ambiental destes produtos. Não é necessário atribuir-lhes virtudes miraculosas que tire a responsabilidade de uma gestão mais responsável das matérias residuais, que começa por uma redução do uso da fonte de matéria-prima.

1 comentários:

Olá, seu blog está de parabéns! É difícil encontrar na internet um site que não confunda os termos oxi-degradável, biodegradável, compostável... realizei uma feira de ciências em São Paulo sobre "Alternativas Sustentáveis para o plástico PET" e, se o senhor estivesse por aqui, teria com certeza convidado-o.
Continue com seu trabalho maravilhoso!

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More